Sobre Nós

Elixir® Strings nasceu em 1995. Ainda que já estivessemos trabalhando com cabos de aço, não estavam nem perto de ser cordas para guitarra. Pelo contrário, estavamos utilizando os cabos em testes convencionais na tentativa de desenvolver uma melhor varideade de cabos de tração e contração (push-pull). Como parte destes testes, nosso time de pesquisadores revestiram as cordas com politretrafluoritileno, o qual podemos chamar simplismente de PTFE. As cordas revestidas funcionaram bem como cabos, mas tinham um timbre horrivel como cordas de guitarras (imagine uma guitarra encordoada com spaghetti amanhecido). De qualquer forma, a mera idéia nos trouxe alguns guitarristas nos questionando... e se pudessemos alterar o revestimento e o processo para que as cordas soem excelentes? Será que poderiamos criar cordas boas de se tocar?

A estrada para o resultado mítico, claro, estava cheio de barreiras deixadas pelas tentativas frustradas de se fazer isto no passado. Nylon, poliuretano e até mesmo metais preciosos foram aplicados em cordas de guitarra na tentativa bem intencionada, porém frustradas de proteger as cordas dos inimigos do timbre, e todos esses esforços tiveram uma coisa em comum: Eles falharam espetacularmente em prover um bom timbe e vida util longa.

Falta de esperança, no entanto, nunca nos parou antes. Foi assim que fomos para o laboratório. Nós começamos analisando nossas cordas de guitarra favoritas a fim de estabelecer uma referência ideal de qualidade sônica. Usando um analisador de sinais dinâmico, nós estudamos timbres de cordas, mensuramos frequências, e quantificamos taxas sustentáveis. Nós inventamos um dispositivo para teste de abrasão que simula o desgaste natural em condições normais. E trouxemos todos os tipos de equipamento de fotografia em alta velocidade para estudar encordoamentos em uso e durabilidade do revestimento. Então começamos a testar as cordas revestidas em uso de todas as formas imagináveis. Cada novo lote de teste era analisado, e aqueles que recebiam a ovação de nossos técnicos laboratoriais eram enviados por amostragem para os quase 15.000 guitarristas que se inscreveram para realizar o teste final em nossa idéia: Tocar musicas reais, em guitarras genuinas, no mundo real.

Este longo processo de campo resultou nos primeiros protótipos oficiais Elixir Strings, os quais foram enviados para 5.000 músicos para teste. Após alguns comentários e um ajuste ou dois, nós tinhamos criado uma corda revestida que foi julgada pelo equipamento de teste mais rigoroso do mundo: ouvidos dos músicos.

Desde então, nós refinamos nossas idéias e hoje oferecemos diversas combinações do revestimento original POLYWEB® e do revestimento ultra fino NANOWEB® para violões aço, guitarras elétricas, baixos, mandolins e banjos. Cada um produz um timbre com “sabor” diferente, mas todos variações de uma mesma idéia básica: Um tubo avançado de polímero microscópico que envolve a corda para protege-la da corrosão e sujeira sem permitir contato algum com a área entre os enrolamentos, onde a “zona crítica do timbre” é econtrada e cada nota perfeita nasce.

Por esse e muitos outros motivos, Elixir Strings alcançou o respeito de músicos por todo o mundo. Esteja você tocando para você mesmo, ou para uma arena lotada de fãs, elas mantêm seu timbre de cordas novas e seu brilho vivo que dura de 3 a 5 vezes mais do que cordas comuns, para economizar dinheiro, tempo, agravamento e muito mais. Elixir Strings cumpre a promessa da música, Elixir Strings cumpre a sua promessa.